Notícias

II Congresso do INCT.DD debate política, democracia e internet

18/09/2019 Por Rodrigo

Entre os dias 3 e 4 de outubro, o INCT.DD (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital) realiza seu II Congresso de Pesquisa, na Facom (UFBA). O objetivo é reforçar as interações entre os membros da rede de pesquisadores do Instituto por meio da discussão das pesquisas realizadas pelos laboratórios associados. O evento, que esse ano conta com parte da programação aberta ao público, tem abrangência nacional e trará a Salvador cerca de 50 professores, pesquisadores e estudantes brasileiros das áreas de internet e política.

Na mesa de abertura, intitulada “Os desafios da pesquisa em democracia digital e suas aplicações nas instituições públicas brasileiras”, o debate será conduzido pela professora do Centro de Formação e Treinamento da Câmara dos Deputados (CEFOR), Cristiane Brum, e os professores da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), Fernando Filgueiras, e da Universidade de Brasília (UnB), Sivaldo Pereira. O debate é aberto à comunidade científica baiana e será transmitido ao vivo pelas redes sociais do instituto.

A novidade deste ano fica por conta da realização de duas oficinas voltadas para a formação complementar dos estudantes: uma dedicada à escrita em inglês e à publicação em periódicos internacionais, ministrada pela professora do Póscom-UFBA, Isabele Mitozo, e outra de caráter introdutório sobre a coleta de dados no Youtube e Instagram, ministrada pelo doutorando Eurico Matos (UFBA). Ambas acontecem no dia 2 de outubro.  Outro destaque é o Govtalk, promovido pela startup Govthink, parceira do INCT.DD, e aberto à participação de todos. A iniciativa reúne representantes dos setores público, privado e acadêmico para um debate sobre  inovações digitais em governos no Brasil, no dia 3 de outubro, às 18h30, no Hub Salvador, no bairro do Comércio. O tema será  “Conectando Atores do Ecossistema de Governo Digital”. Para mais informações sobre o Govtalk, clique aqui.

No restante da programação, restrita aos pesquisadores e estudantes da rede, uma série de atividades voltadas à discussão de pesquisas dos membros, reuniões de trabalho para consolidação de parcerias e outras iniciativas transversais de produção de pesquisa e inovação nos campos de atuação da rede.